Quando existem sombras, é importante manusear bem o excedente das refeições. Estas são as orientações do Conselho Europeu de Informação Alimentar para evitar o desperdício e algumas doenças relacionadas com o consumo de alimentos.

– Os alimentos uma vez cozinhados devem ser refrigerados ou congelados num prazo de duas horas. Após duas horas, as bactérias podem reproduzir-se atingindo níveis perigosos, tornando o alimento inseguro.

– Sempre que manusear os alimentos, utilize utensílios limpos e tenha as mãos lavadas. Não deixe que os alimentos entrem em contacto com superfícies que não estejam limpas.

– Sempre que quiser guardar sobras alimentares, coloque-as num recipiente novo e nunca onde foram cozinhadas ou servidas. Divida em porções pequenas e coloque num recipiente.

– Deixe as sobras das refeições a esfriar no balcão da cozinha. Prefira refrigerar no frigorífico antes de congelar, para conservar a sua estrutura.

– Alguns alimentos mantém o seu bom estado durante 3 a 5 dias, mas quanto mais tempo conservar maior a hipótese de estar contaminada. O ideal é que consuma os restos dos alimentos em dois dias.

– Para descongelar as sobras alimentares sem perigo, pode usar o frigorífico, água fria ou colocar no micro-ondas.

– Para aquecer o resto dos alimentos, deixe os molhos e sopa entrarem em ebulição. O restante deve aquecer de modo uniforme a 75º. Não reaqueça os alimentos mais do que uma vez ou misture os restos com alimentos frescos.

– Não prove sobras quanto não tem certeza de que estão em condições para serem consumidas. Caso os alimentos tenham um cheiro peculiar, não os coma e deite-os fora.

#guardarsobras
#sustentabilidade
#kiabiemcasa